T.I. & Rihanna, um pouco mais de poluição.

4 de nov de 2008


Semana passada chegou as rádios nacionais, mais um artista pop black americano o Sr. T.I. e não veio só trouxe consigo a já “consagrada” Rihanna, com a musica Live Your Life, fez o costumeiro e já conhecido por nos, colocou essa musica entre as mais pedidas na maioria das rádios fm’s do pais.

Vamos lá, como se não bastasse a musica vem na forma certa para a venda, ela ainda vem com um sampler de dragostea din tei, tentando resgatar o sucesso do grupo romeno O-zone. Se vai dar certo? Para os bolsos de gravadoras, produtores e até mesmos dos artistas deu sim. E para a cultura? Com certeza não. Mais uma musica vazia que somos “obrigados” a escutar em rádios, quem ainda tem contratos que as obrigam a tocar X vezes por dia, assim martelando quilos e quilos de merda feita por estrangeiros.

Estou tentando lembrar de algo bom e com qualidade feita por Rihanna, mas sinceramente não me vem nada de respeito sobre essa moça. Compatriotas dessa mesma já conseguiram fazer algo em suas carreiras, nada de muito esplendoroso mas coisas até que ouviveis. Dela ainda espero algo, sempre espero sou brasileiro não desisto nunca! Agora de T.I. é quase certo que esse por sua vez faça mais uma que irá tocar menos, e depois nunca mais ouviremos falar sobre o pobre coitado.

Rihanna e T.I. sem mais vocês vão pra parede.

Vitor Hugo e Daniel, um verdadeiro estrondo...aos ouvidos

28 de out de 2008



Há muitos anos as duplas sertanejas perderam a mão em relação a melodias e composições, todos os dias são despejados baldes de um lixo tóxico sertanejo nas rádios, cada musica mais brega e mal feita do que a outra, parecem que são feitas as pressas para não perderem tempo com o próximo lixo a ser lançado.

O pior de tudo nem é em relação a gravadora nem radio e nem nada do lado administrativo, e sim vem de dentro do ego das duplas mesmo, ELES ACHAM QUE DITAM A MODA E AS GIRIAS, com rimas pobres cada vez afundam ainda mais a carente musica sertaneja que sente falta de músicos com alguma qualidade.

Vamos a um exemplo, Vitor Hugo e Daniel, regravaram e ainda por cima conseguiram deixar ainda pior o que já era péssimo, uma composição do grupo Tradição chamada “Pra lá de Bagdá”.

“Mulher você é demais,
E por você me apaixonei
Sua beleza me encantou
xonei, xonei, xonei”

Esse refão! Ai meu Deus, cada vez que passa o carro do churros aqui na porta e toca essa merda eu compro um só para o vendedor abaixar o som do carro! Faltou palavras (criatividade) na construção desse refrão, daí o compositor resolveu cortar pela metade a ultima palavra da primeira estrofe pra rimar na ultima, e não satisfeito ele a repetiu 3 vezes por falta de idéia. E eu ainda sou obrigado a escutar essa pérola no carro do churros!

Sou dj, não toco musica sertaneja, mas sinceramente torço por esse estilo musical, pois está cada vez pior, artistas como Daniel, Leonardo, Bruno e Marrone entre muitos outros se esqueceram da verdadeira raiz da musica sertaneja e se tornaram cantores de musica pop sem qualidade e sem sentimento algum.


Jota Quest com novo trabalho




De “La Plata” a “Viva la Vida” há muita diferença? Coincidência? Não acredito, mas não seria por um titulo de cd inspirado em outro que tirarei a credibilidade dele, ouvi pouco de “La Plata” mas ao que parece que Jota Quest continua sendo um das poucas bandas na mídia a fazer um trabalho realmente bom. Sempre sem muita inovação, mas com o devido cuidado para não fazer merda, eles seguem quase na mesma balada de inicio de carreira, mas com uma bagagem bem maior agora.

Como é bom ouvir uma banda que segue suas raízes do inicio, da hora do perreio, isso sim é dar valor a tudo que passaram, e uma mostra de respeito com seus fãs verdadeiros. Ao contrario de muitos eu acredito que uma banda que siga sempre a mesma linha não tenha parado no tempo, isso acontece com o Jota Quest, pois seguem a mesma batida de sempre, mas a cada trabalho novo você sente uma evolução no som, como se fosse uma criança crescendo e aprendendo, mas sempre mantendo seu caráter.

Com o lançamento de seu novo álbum eles continuam ao posto de uma das melhores banda de rock nacional na ativa, não que seja difícil pois o rock cada vez se afunda mais. Mas eles não se perderam nesse caminho.

“La Plata”, é um disco bem animado bom para escutá-lo em qualquer lugar, um tipo de CD gostoso de se ouvir. Tenho certeza que ainda sairão varias faixas dele para a mídia, fazendo dele quase um clássico do rock nacional.

U.D.R. - Funk Satânico?

23 de out de 2008


Olhando, pesquisando, quer dizer... fuçando pelo orkut, achei um tópico interessante onde debatiam sobre musicas, alguém xingou Bonde do Role (coisa normal), outro defende mas daí vejo alguém dizendo que eles não deveriam estar com tanto foque que existe uma outra “banda” bem melhor que eles um tal de U.D.R., até então eu não os conhecia, cacei via orkut mesmo, via youtube, entrei em seu site e deparei com algo totalmente escroto uma dupla digna de ir a parede.

Ao escutar, o que alguns chamam de musica, senti uma certa ânsia, há tempos não ouvia algo tão ruim e preconceituoso, uma maneira de tentar chamar a atenção com letras sem riqueza nenhuma e uma falta de ética enorme, tudo isso para esconder a falta de capacidade de duas pessoas que nasceram com um sonho de ser cantores e se decepcionaram em seus caminhos artísticos. Daí ao invés da pessoa tentar seguir um caminho, talvez como um ajudante geral em alguma firma, ou um encanador, padeiro, ou sei lá o que, ele não desiste de seu sonho (mesmo não tendo talento nenhum) baixa algum software da internet que simulam batidas e samplers, cria uma letra tosca e joga todo esse lixo na rede.

Falta de talento, falta de caráter, falta de ética e inteligência, a essas duas pessoas que formam essa “banda” além de ânsia eu sinto algo maior por eles... pena. E nessa horas eu me sinto envergonha pelo povo desse pais que se mostra cada vez mais preconceituoso em relação ao ser humano.

U.D.R. não merece nem mesmo ir pra parede, mesmo porque nem sabem o significado e a doutrina da religião que dizem seguir.

Nx Zero, a cagada nacional do VMB 2008

21 de out de 2008

A cerca de algumas semanas rolou na MTV Brasil o VMB (desculpem pela demora, mas não estou atrasado em relação a informação mas sim em relação ao blog que já era pra estar no ar), e eu já desacreditado de “MTV’s” e afins, continuei desacreditado ao ver que NX Zero levou 3 prêmios, mas o pior de tudo não foi isso mas sim eu ver que eles concorriam com Vanessa da Mata, O Rappa, Mallu Magalhães e até a saudosa e sempre de boa qualidade Nação Zumbi, e mesmo assim levaram e 3 estatuetas VMB. Em relação a videoclipe ainda sim podemos dar uma aliviada pois quem produz que merece seus créditos e não a banda em si, mas ganhar “Artista do ano” e “Hit do ano” com “Pela ultima vez” foi osso. Acho uma das piores musica do rock nacional, Raul se revira em sua cova cada vez que essa “perola” toca em alguma radio, Cazuza está quase se levantando do tumulo para protestar, onde já se viu um refrão de musica se escrito e tentar se rimado nessa maneira “hei, pela ultima vez, hei pela ultima vez” isso faz uma lavagem cerebral das boas. Os acordes dessa merda são horríveis, nada casa com nada, uma musica boa pelo menos tem que haver uma harmonia entre letra e melodia.

E como se não bastasse a merda auditiva, ainda influencia na escrita das pessoas, li uma menina que fez um comentário assim em um blog: ”eu kruh k o nx zero ganha td elix xaum a melhor banda dyh rock duh munduhhh” isso é serio, tive que copiar e colar essa bagaça por que não saberia reproduzir algo tão construtivo em minha cabeça ainda não lavada por essas bandas, Se houver mudanças semelhantes a essas na reforma gramatical, terei que voltar a escola.

Eu não tenho e nem pretendo ter qualquer coisa de Nx Zero em casa mas se tivesse com certeza já teria ido para a parede ou será que minha parede merece algo melhor? Enquanto as gravadoras lavam mentes com “heis pelas ultimas veiz” eu vou tentando sujar daqui...fazer o que?

Não pense que parei por aqui com Nx Zero, voltarei pois essa banda é tão legal, dá pra falar mal por posts e posts e posts, mas fica para outra ocasião, por enquanto Pau na máquina!

Apresentação

19 de out de 2008

Sou Dj há um pouco mais de 10 anos e meu gosto musical não é apenas para musica eletrônica, desde antes de eu decidir ser dj eu me pegava no quarto ouvindo musicas de Xitãozinho e Xororó fingindo que tocava os violões com uma escova de cabelo (que por sinal essa escova ainda existe), ou imitando os solos de November Rain, tudo isso escutava a partir de um radio relógio, desse tempo pra cá ouvi muita coisa, de Bethoven a Cabal, de Elis Regina a Virguloides, de Kraftwerk a Deftones.
Bom, resolvi criar esse blog não para ridicularizar ninguém nem banda nenhuma, apenas para tentar melhorar um pouco a visão dos leitores sobre o lixo sonoro que é despejado em toneladas todos os dias em vários veículos de comunicação.
Não quero que pensem que acho o dono da verdade, apenas darei minhas opiniões sobre toda essa merda que as grandes gravadoras e produtoras praticamente os obrigam a escutar. É tanta merda que nem sei por onde começar, mas acharei o início, em meio a tiroteios de NX Zero e Edson e Hudson saíremos vivos para degustar de boas ondas sonoras, graves perfeitos e bem equalizados, guitarras afinadas e até pandeiros bem tocados.
Falaremos (além de mal, é claro) de lançamentos no mercado nacional e internacional, tudo que “eles” querem que você ouça e da cena underground verdadeira, e não apenas como modinha.
Enfim, esse sou eu, essa é minha opinião, esse é meu blog e daqui pra frente... pau na máquina!